nÃO qUERO mAIS nENHUM dIREITO a mENOS

Diz aí, Paulinho Moska!