Brasil se aproxima dos 4 milhões de casos de COVID-19, mas clima é de fim de pandemia

Enquanto o clima entre os brasileiros é de fim de pandemia, o novo coronavírus segue fazendo vítimas e, neste fim de semana de praias lotadas, chegou a 3,8 milhões de pessoas infectadas e 120.828 mortos pela Covid-19. Em 24 horas foram registradas 366 mortes e 16.158 novos casos confirmados, de acordo com o Ministério da Saúde. É importante lembrar que aos sábados e domingos, os números costumam ser menores porque tem laboratórios que fecham e outros reduzem o tamanho da equipe de plantão.

Apesar da pandemia não ter dado trégua, a aglomeração e total descaso com as medidas de proteção registradas nas praias do Rio de Janeiro, Baixada Santista, em São Paulo, Salvador e Santa Catarina provocaram revolta nas redes sociais neste domingo dos que continuam seguindo as regras de isolamento social e uso de máscaras, recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a disseminação do vírus.

O mundo ultrapassou a marca de 25 milhões de casos de Covid-19, segundo levantamento feito pela universidade norte-americana John Hopkins. A instituição tem monitorado a situação do vírus desde o início da pandemia. O número de mortes causadas pela doença chegou a 8,4 milhões.
O Brasil está em segundo lugar no ranking, segundo o levantamento. Os Estados Unidos vêm em primeiro, com 5,9 milhões de registros e 182,9 mil mortes pela doença. Depois do Brasil, a Índia é o país com a maior quantidade de casos, com 3,5 milhões.

pandemia (1)